A importância do e-mail marketing para e-commerce

Publicado 26/04/2021

Na internet, são muitas as formas de promover o seu e-commerce: você pode usar redes sociais, SEO, marketing de conteúdo, campanhas de anúncios e por aí vai. Mas quando o assunto é especificamente o aumento de vendas, existe um canal que você precisa reconhecer a importância: o e-mail marketing para e-commerce.

Se a sua loja virtual ainda não considerou o uso de e-mail marketing em suas estratégias, lamentamos informar, mas você com certeza está perdendo dinheiro: campanhas envolvendo e-mail têm custos menores quando comparadas com outras estratégias de marketing digital, e te dão a oportunidade de focar a sua venda em produtos ou serviços a audiências segmentadas e com interesse no seu produto.

Não bastasse tudo isso, saiba que:

  • O e-mail marketing tem um ROI em torno de 3.800% (dados da Direct Marketing Association);
  • Os consumidores que compram produtos promovidos por e-mail marketing gastam 138% mais que consumidores que não recebem ofertas por e-mail (é o que diz a Convince&Convert);
  • O ticket médio de uma transação adquirida via e-mail marketing é 3x maior que transações atribuídas a redes sociais (a McKinsey confirma isso);
  • 92% dos adultos ativos na internet utilizam contas de e-mail, sendo que 61% deles utilizam diariamente (essa quem indica é a Pew Research).

Em outras palavras, o e-mail marketing para e-commerce é importante porque tem grande alcance e é uma ferramenta capaz de criar relações fortes com seus consumidores, no momento que é conveniente para eles.

As principais táticas para envios de e-mail marketing para e-commerce

As principais táticas para envios de e-mail marketing para e-commerce

Por sua facilidade de configuração, as possibilidades de comunicação via e-mail marketing para e-commerce são muitas. Confira o que você pode fazer na sua loja virtual:

  • Newsletters: Mensagens enviadas a sua audiência com novidades sobre produtos ou sobre o seu negócio. Aqui, o importante é focar no conteúdo.
  • Nutrição de leads: E-mails automáticos enviados em momentos estratégicos com a intenção de engajar e educar os clientes ao longo do tempo, até que eles decidam pela compra do seu produto ou serviço.
  • Campanhas sazonais: Envio de campanhas específicas em datas especiais, como feriados, aniversários ou outros eventos.
  • Lembretes de carrinhos abandonados: Alertas enviados aos clientes para que eles completem o processo de compra.
  • Presentes para clientes frequentes: Se você tem um cliente recorrente, pode presenteá-lo com promoções exclusivas, para estreitar os seus laços com ele.
  • Descontos para consumidores que não compram há algum tempo: Você pode estimular a compra enviando códigos de descontos.
  • Geração de feedback: Incentive as avaliações de produtos ou serviços por meio de campanhas de e-mail marketing.

O que não fazer em sua estratégia de e-mail marketing para e-commerce?

O que não fazer em sua estratégia de e-mail marketing para e-commerce

O relacionamento que você cria com sua lista de e-mail deve ser consensual, ou seja, antes de mais nada, você precisa ter certeza de que sua base de clientes concordou em em receber seus conteúdos.

Aliás, ao contrário da publicidade tradicional, uma das maiores vantagens do e-mail marketing é que ele é feito para pessoas que se interessaram por receber o seus conteúdos. Por isso, o que você definitivamente não deve fazer em sua estratégia de e-mail marketing é a prática de envio de spams.

O que é spam e como evitar ser classificado como um?

Em termos práticos, spam é toda mensagem enviada para vários destinatários que não aceitaram previamente o seu recebimento.  Para evitar que seu e-mail marketing para e-commerce seja marcado como spam, siga essas dicas:

  1. Tenha o “aceite” do cliente: Tenha o registro de que você obteve permissão expressa ou opt-in da sua lista para enviar mensagens de e-mail comerciais, e de que você explicou a natureza do relacionamento que está estabelecendo com o usuário.
  2. Identifique-se: Suas mensagens devem identificar claramente quem você ou sua empresa é, oferecendo informações de contato atuais (e-mail, telefone, site e endereço).
  3. Ofereça uma forma de descadastro: Todo o e-mail marketing para e-commerce precisa oferecer de forma facilitada um link para descadastro da lista de e-mails, caso o usuário não queira mais receber e-mails.
  4. Tenha uma lista de e-mails atualizada: Limpe a sua base de e-mails periodicamente para evitar fazer muitos envios para contas desativadas ou endereços inexistentes.

Como ter uma base engajada e limpa?

Como mencionamos há pouco, é importante manter a lista de e-mail marketing para e-commerce sempre atualizada para garantir que suas campanhas trarão o resultado esperado. Se você quer dicas para manter sua base sempre engajada, lembre-se destes três passos importantes:

  1. Invista em base de contatos própria. Ou seja: jamais compre listas de e-mails, pois nelas é comum aparecerem endereços inexistentes ou contas há muito tempo abandonadas;
  2. Peça para os seus seguidores atuais compartilharem ou encaminharem os seus e-mails, com campanhas de incentivo;
  3. Segmente os envios, criando listas específicas para homens, mulheres, compradores de um determinado tipo de produto, entre outros.

Tem outras maneiras criativas de manter sua lista de e-mails saudável? Compartilhe suas ideias nos comentários e continue acompanhando o nosso blog!

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo em seu e-mail: