Os passos para uma boa gestão de campanhas no Google

Publicado 17/12/2020

Campanhas de marketing eficazes não se materializam do nada: elas contam com uma combinação única de criatividade e ciência. É por isso que dizemos que a gestão de campanhas no Google é um processo contínuo e interminável.

Isso acontece porque partimos do princípio que uma campanha sempre pode ser melhorada. É um método circular de teste, otimização e teste novamente. E de novo.

Avaliar e aprender continuamente com os sucessos e fracassos de campanhas de marketing online anteriores é o que coloca sua performance no caminho certo.

Por isso, se você quer saber como é feita uma boa gestão de campanhas no Google, continue lendo este artigo! Preparamos informações cruciais para seu gerenciamento de campanhas se tornar um sucesso.

O gerenciamento bem-sucedido de campanhas começa com objetivos

Antes de iniciar qualquer campanha, você deve ter um entendimento completo da estratégia de marketing da sua empresa e dos principais indicadores de desempenho (KPIs) que você quer medir.

Alguns exemplos:

  • Você deseja aumentar as vendas?
  • Gerar downloads de um aplicativo?
  • Você está tentando aumentar o reconhecimento da sua marca?
  • Seu objetivo é melhorar a retenção de clientes?
  • Está tentando realizar a venda cruzada de produtos?

Uma boa gestão de campanhas no Google precisa partir do objetivo que você deseja que sua campanha de publicidade atinja e, em seguida, verificar as métricas relacionadas com estas metas.

A maioria das empresas executa várias campanhas em plataformas distintas, todas ao mesmo tempo. Para isso dar certo, é preciso entender os meandros de cada canal. Uma campanha com bom desempenho em uma plataforma não é sinônimo de bom desempenho em outra.

O impulsionamento de uma postagem de blog no Facebook, por exemplo, pode ter ampla repercussão com seu público-alvo, mas executar o mesmo impulsionamento em uma campanha de publicidade no Google pode ser totalmente ineficaz.

Ao combinar essas informações com criativos de anúncios atraentes, você pode otimizar os KPIs de cada campanha para que eles tenham o melhor desempenho possível entre os KPIs que você monitora.

Inclua suas campanhas na plataforma

O próximo passo em uma boa gestão de campanhas no Google é subir suas campanhas na plataforma do Google Ads.

Com os objetivos bem definidos, você precisa escolher o tipo de campanha: busca, display, vídeo, geração de leads, entre outras categorias. Cada formato de campanha é ideal para um tipo de objetivo — cabe a você encontrar o melhor formato para otimizar seus resultados.

Campanhas de reconhecimento de marca, por exemplo, são ótimas para serem trabalhadas com mídia em formato display ou com vídeos no YouTube, já que possuem elementos gráficos que podem ajudar com mais facilidade na apresentação da sua marca a novos clientes, levando a eles toda a identidade visual do negócio através de imagens e sons.

Já campanhas de conversão em leads, por exemplo, podem ser mais eficazes ao utilizarem anúncios na busca ou ainda combinando algum material rico sendo oferecido em uma mídia de display.

Tudo depende do seu objetivo — escolher o formato certo é essencial para a sua gestão de campanhas no Google dar certo e apresentar bons resultados.

Os anúncios

Depois do tipo de campanha que você irá criar ser definido, o próximo passo é subir os anúncios em si.

Tenha em mãos todos os textos, imagens, CTAs e variações dos mesmos para seu trabalho de gestão de campanhas do Google não ser interrompido neste momento para você voltar ao seu bureau de criação. Entenda os formatos necessários para subir seus anúncios e produza-os antes de iniciar a parametrização na plataforma.

No caso dos textos para anúncios de busca, é sempre importante ter no mínimo 3 variações do mesmo anúncio com apelos, CTAs e títulos diferentes. No caso dos títulos, uma boa gestão de campanhas no Google vai sempre exigir mais de 10, pois formatos dinâmicos de campanhas para o mobile otimizam o melhor título conforme o desempenho das chamadas. O ideal é criar várias!

Com seus criativos gráficos, como banners ou vídeos, o ideal também é ter mais de 1. No caso dos banners, sugerimos sempre os 5 formatos básicos que o Google sugere para veicular em sua rede de parceiros, mais imagens, logos e frases soltas para montar criativos dinâmicos para formatos mobile. Já com os vídeos, é difícil ter mais de 1, mas uma versão de 5 segundos para utilizar como bumper é interessante para não depender somente do seu formato de 15 ou 30 segundos.

Definindo seu público-alvo

Com todos os anúncios em mãos, vem a parte mais importante — delimitar para quem sua campanha irá aparecer. Esta é uma parte importantíssima na sua gestão de campanhas no Google, pois é com ela que você define quem serão os clientes alvo da sua publicidade.

Realizar esta definição acontece com base em alguns elementos:

  • Geográfico: defina a área em que sua campanha irá veicular selecionando o país, estados ou cidades;
  • Demográficos: você pode definir algumas informações demográficas como sexo, idade e classificação na pirâmide de renda;
  • Palavras-Chave: defina as palavras-chave envolvidas nas buscas no Google por parte do seu cliente, podendo conter sua marca, o nome do seu produto ou da categoria que ele se encontra no mercado;
  • Interesses: você também pode selecionar alguns assuntos específicos que o seu público-alvo normalmente está interessado, como entusiastas de automóveis ou interesses em marcas de luxo, por exemplo;
  • Canais de Veiculação: no caso de anúncios gráficos ou vídeo, você ainda pode definir em quais sites ou canais do YouTube eles podem ou não veicular.

O sucesso de uma gestão de campanhas no Google passa por uma boa avaliação destes pontos. Muitas vezes suas campanhas podem não rodar direito, gastando toda a sua verba definida por conta de uma má definição do público-alvo que ocorreu nesta etapa.

banner 1 Facebook e Google

Quando analisar os resultados na sua gestão de campanhas no Google

Com os objetivos definidos, e as campanhas configuradas na plataforma, já com os criativos devidamente aprovados pelos algoritmos, tudo começa a rodar. Nesta fase inicial da gestão de campanhas no Google, uma pergunta fica no ar: quando enxergar os resultados?

Em termos de monitoramento, suas campanhas precisam ser exibidas por um período de tempo definido antes que você possa ver os resultados. É quase impossível ter uma linha do tempo exata, porque os diferentes objetivos e orçamentos definidos podem impactar significativamente na rapidez com que os dados acionáveis ​​estão disponíveis.

Campanhas com orçamentos grandes podem fornecer informações diariamente, enquanto campanhas com orçamento menor podem levar mais tempo para fornecer dados suficientes. 

Geralmente recomenda-se que seu anúncio seja exibido por uma semana ou mais antes de tomar qualquer decisão. Você deve verificar continuamente o desempenho de um anúncio e determinar quando coletou pontos de dados suficientes para começar a otimizar.

Por isso, a importância de ter uma equipe ou agência especializada dedicando tempo e análise para as otimizações. Mas um bom lugar para iniciar o processo de otimização da campanha é o seu criativo.

É sempre importante ter o Google Analytics configurado, com as metas bem claras. Dessa forma, fica mais fácil enxergar o que está funcionando e o que não está.

Efetivando Testes A/B

A chave aqui, e com todo tipo de otimização, é fazer testes A/B com um elemento de cada vez. Isso pode significar experimentar imagens diferentes, mantendo o conteúdo exatamente o mesmo, por exemplo.

Talvez sua campanha tenha um grande número de impressões, mas seu público não estava dando o próximo passo ao fazer o download do aplicativo ou se inscrever em uma demonstração. Isso pode indicar que há um problema com seu CTA.

Toda modificação pode gerar algum resultado significativo, por isso, quanto mais organização dentro da sua gestão de campanhas no Google, maior será a eficácia de testar suas teses para conseguir aprimorar seus resultados com anúncios.

Gestão de campanhas no Google

Vale lembrar que analisar o resultado de cada campanha vai além de simplesmente verificar que tipo de abordagem traz mais conversões. Uma análise profunda de usabilidade das páginas divulgadas também afeta o desempenho — isso ajuda tanto na melhora do resultado das campanhas quanto no resultado geral do próprio site.

E você, costuma analisar o tráfego gerado por suas campanhas? Como está a sua gestão de campanhas no Google?

Se tiver mais alguma dúvida, venha descobrir como é o trabalho da Arcana Marketing Digital. Entre em contato conosco e saiba mais!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo em seu e-mail: