A importância de ter um site responsivo

Publicado 08/12/2020

Ter um site responsivo é essencial para qualquer página na internet. Mas se você ainda não sabe o que significa isso, tranquilize-se. Neste artigo explicaremos o conceito em detalhes, além de mostrar 10 benefícios.

Muitas empresas possuem sites que foram criados para ficarem lindos porém, pouco funcionais. Eles têm o design agradável somente se acessados em monitores de computador de tamanho normal. O caso é que cada vez mais as pessoas estão acessando a web por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Sendo assim, o desktop já não é mais a ferramenta dominante.

E a forma mais eficiente de atender bem todos os seus usuários é a construção de um site responsivo, ou então um redesign do seu site atual, fazendo com que ele se torne responsivo. Essa alteração inclui a criação de uma série de conteúdos adicionais que apoiam as ações de cada área acessada pelo usuário no site, independentemente do tipo de dispositivo que eles têm.

Se interessou e quer saber mais sobre como um site com design responsivo pode beneficiar a sua empresa? Então continue lendo esse artigo!

Afinal, o que é um site responsivo?

O site responsivo é aquele que se adapta ao tamanho da tela em que é exibido. Basta abrir, por exemplo, um site de notícias como o G1 ou o UOL. Esses sites, em um computador, preenchem a tela com diversas notícias. Já no smartphone, aparecem algumas poucas.

Isso ocorre porque o espaço disponível é diferentes em algumas telas. Imagine colocar o mesmo conteúdo da tela de monitor — que geralmente conta com 17 a 20 polegadas — e em um smartphone de 5,4′, como o iPhone 13 Mini. Não dá!

As letras ficarão minúsculas e a capacidade de leitura será afetada. Além disso, a missão simples de clicar em um botão muito pequeno com a ponta do dedo se torna impossível, não é verdade?

A capacidade de um site ser responsivo é uma demanda, portanto, que surgiu a partir da evolução da tecnologia e da chegada de dispositivos com telas menores. As plataformas móveis se tornaram importantes ferramentas de comercialização de produtos. Na atualidade, é possível comprar itens e contratar serviços até nas redes sociais

Imagine, então, como seria navegar nessas páginas se não houvesse a capacidade do layout de se adaptar. Quando um site é responsivo, sua visualização é otimizada e se torna facilitada, sem a necessidade de dar zoom.

Aqui estão algumas adaptações feitas nas páginas para que sejam consideradas responsivas:

Layout

Adaptação automática ao tamanho da tela. Falamos um pouco sobre isso no tópico acima.

Acessibilidade

Inclusão de ferramentas de acessibilidade para os usuários, facilitando a navegação em telas de diferentes tamanhos. Por exemplo: audiodescrição, opção de contraste para daltônicos, etc.

Espaço

Aumento do espaço entre os links para que o dedo não encoste em dois ao mesmo tempo.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – Tecnologia da Informação e Comunicação (PNAD Contínua TIC) 2018 mostra que o acesso da internet pelo celular aumentou para 98,1%. Sendo assim, é de fundamental importância adaptar sites e lojas virtuais para que alcancem um maior número de usuários. Além disso, promover o acesso e visualização dos sites das empresas a novos públicos.

Os dez principais benefícios de um site responsivo 

Veja o que sua marca pode ganhar tendo um site responsivo:

1. Recomendações do Google

Sites responsivos ganham uma melhor posição no Google. Segundo o próprio buscador, a aplicação de um design responsivo é a melhor prática para a indústria de conteúdo, o que vai garantir ao seu site um maior número de acessos.

Desde 2015, o Google tem aumentado a compatibilidade de suas buscas com sites compatíveis com dispositivos móveis, atribuindo critérios sobre os resultados de pesquisas feitas nos smartphones e tablets.

Hoje, sites que não são responsivos já perdem classificação por parte do Google na relevância nos resultados. E sabemos que a relevância nos resultados do Google é essencial para atrair usuários para o seu site, principalmente quando se almeja aparecer nas primeiras cinco posições.

Quando site possui design, configuração e linguagem responsiva, ele aparece com mais facilidade nos resultados do Google. Dentre os principais benefícios para o site ficar mais visível, podemos destacar:

  • O uso do Google em dispositivos móveis já corresponde a mais da metade dos acessos;
  • No Brasil, atualmente, mais de 60% dos brasileiros acessam a internet usando um dispositivo móvel;
  • Ter acesso a um site responsivo melhora a experiência do usuário.

2. Um site com design responsivo pode se adaptar a novos dispositivos

Infográfico sobre como fazer um site responsivo adaptar-se ao formato mobile. Ele traz o conceito do mobile first, três tópicos sobre por que usá-lo e a sua diferença da otimização.

Com o advento dos dispositivos móveis, o lançamento de novos smartphones e equipamentos mais avançados acontece a todo momento. A criação e manutenção de um site responsivo manterá o projeto de conteúdo com o layout certo para novos modelos, considerando que o design é programado para se adequar a tela, independente do tamanho.

3. Aprimoramento do SEO

A programação responsiva aplicada diretamente nos códigos de configuração do site ou através de um CMS como o WordPress reduz os erros de otimização de conteúdo — as famosas técnicas de SEO aplicadas em cada página do site.

O site torna-se facilmente rastreável pelo Google, apresenta melhor desempenho e aproveita as palavras-chaves e a arquitetura de todo o conteúdo otimizado.

4. Aumento de conversões no site

A tecnologia responsiva aplicada ao site ajuda a aumentar a conversão. Isso facilita que o visitante realize uma ação indicada pela empresa no site em qualquer dispositivo — como preencher um formulário, realizar uma compra, assinar um teste, solicitar um e-book, entre outras ações.

A partir da inclusão do marketing digital e do uso das redes sociais para divulgação de uma marca, gerou-se no mercado uma grande necessidade de páginas responsivas dentro de um website.

Quando a empresa divulgar um link que uma loja virtual em seu Facebook, por exemplo, o usuário poderá clicar no link através da rede social usando o smartphone. Se o site não for responsivo e não se adaptar a determinado dispositivo, o internauta terá grande chance de sair do site sem converter.

5. Diminuição da taxa de rejeição

A taxa de rejeição refere-se ao fato de o usuário acessar o site e permanecer pouco tempo no mesmo sem clicar em nada, por qualquer motivo. O site responsivo aumenta a probabilidade de um tempo de permanência maior por parte do visitante, principalmente se o site for fácil de navegar em todos os tipos de dispositivos como computadores, tablets e celulares.

6. Ser disponível ao cliente

O site otimizado e responsivo pode ajudar no direcionamento de um cliente, já que quando as pessoas ouvem falar de um produto ou serviço, elas logo pesquisam sobre o mesmo no Google. Por isso, é essencial que a principal informação esteja presente e seja buscada primeiro no site oficial da empresa. Sem um site responsivo, esta informação pode acabar sendo de difícil acesso.

7. Compartilhamentos nas redes sociais

Em média, no Brasil, há mais de 80 milhões de perfis registrados em redes sociais, sendo que a maioria destes são acessados a partir de dispositivos móveis. Esse total de perfis corresponde a quase 40% da população brasileira.

Ter um site responsivo permite ao usuário acessar seu site com mais facilidade a partir de dispositivos móveis, aumentando as probabilidades das páginas e dos links dos sites serem compartilhados nas redes sociais, além do impacto no número da visualização dos seus posts.

8. Vantagem entre a concorrência

Se a sua empresa desenvolveu e mantém um site responsivo funcionando, o seu negócio terá uma vantagem competitiva forte no mercado digital. A criação de um site responsivo garante aos usuários que tenham uma experiência mais agradável de acesso em comparação aos sites que possuem o modelo tradicional de página. 

9. Redução de custos

Quando você lança um site com design responsivo, reduz custos. Isso acontece porque você elabora um único site ao invés de criar mais de uma versão para o mesmo conteúdo.

Muitas vezes é inconveniente manter sites destinados exclusivamente para o uso em dispositivos móveis, já que isso exige que o usuário mantenha dois endereços da web separados para acessar um mesmo conteúdo. O próprio Google não vê isso com bons olhos, atribuindo aos sites conteúdos repetidos, copiados um do outro, o que diminui as possibilidades de um bom ranqueamento.

10. Rápido carregamento

Sites que possuem programação responsiva são criados conforme as plataformas dos dispositivos móveis. Dessa forma, as páginas carregam rápido para serem acessadas a partir de tablets ou smartphones.

Os sete passos para deixar seu site responsivo

Site responsivo

Agora que você conhece a importância e os benefícios de ter um site responsivo, veja os passos para deixar o seu assim:

1. Priorize o mobile

Não é errado começar o desenvolvimento de um website para um dispositivo de tela grande, como notebook ou computador de mesa. No entanto, esse início pode causar problemas na hora da otimização.

Ao elaborar um site, o ideal é começar a partir de um design mobile. Faça com que seu design e navegação seja funcional em dispositivos móveis, para então adaptá-lo às telas maiores. 

Acredite: otimizar para telas menores é sempre um processo mais complicado do que o inverso. Por isso é mais inteligente começar deste passo.

2. Otimize o que já estiver pronto

Digamos que a sua empresa já tenha um site e que ele seja totalmente funcional em notebooks e computadores de mesa, mas ainda não seja responsivo e adaptado para telas de dispositivos menores. Se essa é a realidade da sua marca, prepare-se para otimizar essa página para as telas menores.

Há duas maneiras de se fazer isso. A primeira se dá por conversão do site por meio de um serviço online ou de plugins CMS. A conversão em sites online, como bMobilized e Duda Mobile, faz um ajuste automático de imagens e demais conteúdos.

Já a conversão por meio de plugin CMS é um método que funciona bem nas plataformas Joomla, Drupal ou WordPress. Esse tipo de serviço não é gratuito e alguns plugins são pagos, requerendo o pagamento de uma taxa de assinatura para utilizá-los.

3. Use um layout responsivo

Sim, o layout precisa ser responsivo. Isso permite que o conteúdo exibido em diferentes telas seja similar e consistente.

Web designers profissionais conseguem desenvolver layouts assim. Você também encontra modelos prontos para plataformas como WordPress. Alguns, como o Avada, permite o carregamento do site em menos de 1 segundo.

Se estiver com dúvida sobre um tema ser responsivo ou não, a dica é utilizar o serviço Pingdom, uma ferramenta que oferece dados abrangentes sobre a velocidade do seu site. Basta copiar o link da sua página e colar na coluna de URL. Depois disso, aperte o botão Start Test (Iniciar Teste).

4. Nunca use flash

A tecnologia flash foi abandonada por diversos desenvolvedores, porque usa muitos recursos de hardware, ou seja, eleva o tempo de carregamento da página.

A utilização de flash também afeta a qualidade do SEO do seu site, pois o tempo de carregamento está associado ao ranking do posicionamento nas buscas. Além disso, vale destacar que os dispositivos com Android e iOS não suportam esta tecnologia, portanto, o site com flash não consegue ser aberto nesses aparelhos.

5. Escolha um servidor de boa qualidade

O objetivo é que seu site, além de adaptável às diferentes dela, consiga ter estabilidade ao carregar. Observe se os serviços analisados proporcionam as melhores respostas de velocidade de servidor. Essas características são as que mais influenciam na velocidade de carregamento do seu site.

Outras boas práticas para melhorar o tempo de carregamento:

  • Limitar a quantidade de conteúdos que necessitam de plugin adicional para rodar;
  • Diminuir o número de posts na página inicial do seu blog;
  • Retirar widgets e plugins desnecessários;
  • Escolher um visual limpo e organizado.

6. Capriche na aparência do seu site

Você sabia que os primeiros 15 segundos são decisivos para os usuários decidirem se querem ficar ou não no seu website?

Capriche na aparência do seu site para deixar uma boa impressão em um curto espaço de tempo e, desse modo, transmitir uma imagem positiva. Para isso, vale a pena contratar um profissional ou uma equipe especializada para o layout do seu site.

7. Habilite Accelerated Mobile Pages (AMP)

Esse é um dos projetos da Google que tem por objetivo aumentar a velocidade de carregamento dos sites. Isso ocorre ao usar dados comprimidos com a finalidade de obter páginas mobile com tamanho até oito vezes menor

Quem criou essa tecnologia afirma que ela é capaz de aumentar a velocidade do seu site em até quatro vezes. Sendo assim, faz com que ele seja mais otimizado para dispositivos móveis. Portais como o Twitter, The New York Times e Adobe já utilizam a tecnologia AMP.

Invista em um site responsivo

Se você deseja que sua marca seja reconhecida na internet, tendo como consequência o aumento de clientes e de vendas, é necessário se manter atualizado em relação às mais recentes tendências da tecnologia.

Considere, portanto, a quantidade crescente de usuários mobile. Priorize a otimização do site do seu negócio para telas menores. Ao desenvolver e manter um site responsivo, com as características certas, sua marca terá acesso a diversos benefícios.

Tenha em mente que se o usuário precisar aguardar muito tempo para uma página carregar, existirá uma grande chance de ele simplesmente abandonar o site e ir atrás de outras soluções — leia-se concorrentes.

Viu como é importante ter um site responsivo? Verifique se o site da sua empresa possui os atributos necessários para se qualificar como um site responsivo. Fale com a Arcana se precisar otimizar a página da sua empresa ou gerar conteúdo de valor.

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo em seu e-mail: